19 de set de 2008

Curso Tecnologias na Educação: Ensinando e Aprendendo com as TICs








Aconteceu nos dias 10, 11 e 12 de setembro em Florianópolis, o Encontro de Formação dos Multiplicadores do curso Tecnologias na Educação: Ensinando e Aprendendo com as TICs.
O encontro reuniu multiplicadores de toda a região sul, coordenadores estaduais do programa Proinfo Integrado e formadores dos Núcleos de Tecnologia Educacional estaduais e municipais (NTEs).

18 de set de 2008

COMPETÊNCIAS NECESSÁRIAS PARA USAR TECNOLOGIA EM SALA DE AULA




Quais as competências e conhecimentos necessários para usar tecnologia (internet), em sala de aula? Se você é professor ou professora, já deve ter se perguntado isso. Se você já usou alguma ferramenta como o Google Earth nas suas aulas, deve estar se perguntando como melhorar? E para quem nunca teve essa oportunidade, deve estar mais “perdido” ainda, sem saber como começar.
Essa é uma das perguntas que me fazem com freqüência, professores querendo usar internet e tecnologia como apoio nas suas aulas, mas sem saber como fazer para implementar os recursos e organizar o seu plano de ensino. Até pouco tempo atrás, bastava saber montar as aulas no PowerPoint que era suficiente, mas hoje a demanda está muito maior!

Uma pequena lista com os recursos que devem ser evidenciados no seu estudo:
Usar de maneira eficiente uma ferramenta de busca: Quando você precisa pesquisar material para aulas, muito provavelmente deve recorrer ao Google. Saiba que a busca no Google, pode ser melhor executada com o uso de operadores de pesquisa, que filtram de maneira surpreendente os resultados e podem trazer conteúdo interessante para as suas aulas. Qualquer professor que precise preparar material para aulas, deveria conhecer e aplicar esses operadores, na busca por material para ilustrar e enriquecer suas aulas. Além disso, existem opções como o próprio Google Acadêmico.
Conhecer e usar redes sociais: As redes sociais podem trazer ainda mais conteúdo para quem precisa estar sempre pesquisando. Redes como o del.icio.us permitem que você pesquise pelos favoritos que outros usuários com interesses semelhantes aos seus, salvaram e acham importante. Esse tipo de pesquisa trás resultados diferentes da pesquisa do Google. Ainda temos uma infinidade de redes, que já foram abordadas aqui no Blog como o SlideShare e teacherTube.
Saber como funcionam Blogs e Wikis: Os responsáveis por boa parte do conhecimento gerado no meio acadêmico são professores e pesquisadores que publicam comentários e atualizações sobre suas pesquisas, nas mais variadas áreas em Wikis e Blogs. Um professor que queira usar internet como apoio, deve saber como usar esses sistemas em proveito das suas aulas, quem sabe até usar ele como ponte para trazer o pesquisador para a sua sala de aula, mesmo que de maneira virtual.
Conhecer e usar RSS: O RSS é uma ferramenta extremamente poderosa para quem gera conteúdo! Os professores que usam com eficiência esse recurso podem acompanhar atualizações em web sites de maneira automática. Assim você estará sempre atualizado nos assuntos relacionados a sua aula.
Saber como funciona e internet: Não leve essa recomendação ao pé da letra, você não precisa conhecer os protocolos de transmissão de dados, mas sim a maneira como as coisas acontecem na internet e como ela revoluciona a educação. Por exemplo, saber o que são os sistemas LMS como o Moodle, podem evitar que você seja surpreendido quando a sua instituição de ensino comece a usar ensino semipresencial. Muitos docentes ainda ficam distantes do computador como ferramenta de estudo, se limitando apenas a usar o e-mail. Se esse é o seu caso, mude a sua mentalidade o mais rápido possível!
Bem, acho que isso resume bem as competências e conhecimentos necessários para os professores que queiram usar tecnologia como apoio em suas aulas. Repare que as recomendações levam para a criação do ambiente pessoal de aprendizagem, que já havia sido comentado aqui no Blog.
Pronto! Agora você já sabe por onde começar. Agora é só colocar a mão na massa e adaptar o seu plano de ensino, para usar tecnologia.
Lembre que o número de alunos que usa internet, pelo menos para entretenimento está crescendo. O avanço da economia está fazendo com que cada vez mais pessoas comprem seu primeiro computador. Em pouco tempo, isso será sentido em sala de aula. Basta um professor começar a usar internet como apoio, que os alunos começam a perguntar para os outros professores “Por que sua aula não está na internet também?”. Qual será a resposta do professor?
Artigos Relacionados:
Guia para ensinar com tecnologia
Recursos para aula: Base de perguntas para avaliação
Recursos e dicas para revisar o plano de aula
Estratégias para revisar o plano de aula
Como usar Wikis na educação superior?


Fonte:http://www.colaborativo.org/blog/2008/05/21/competencias-necessarias-para-usar-
tecnologia-em-sala-de-aula/

Autor: Allan Brito

CAPACITAÇÃO DO SALTO PARA O FUTURO




"Os homens não são somente eles, são também a região onde nasceram, a fazenda ou apartamento, a cidade onde aprenderam a andar, os brinquedos com que brincaram em crianças, as lendas que ouviram dos mais velhos, a comida que se alimentaram, as escolas que freqüentaram, os esportes em que se exercitaram, os poetas que leram e o Deus em que acreditaram. Todas estas coisas ninguém pode conhecê-las somente por ouvir dizer, e sim se as tiver sentido? "

(Maygham, W. Somerset O Fio da Navalha )

Assim sendo, e considerando que o processo de ensino-aprendizagem deve proporcionar uma prática pedagógica de liberdade, onde o cidadão-aluno seja construtor de conhecimentos socialmente elaborados e evidenciando da mesma forma, que a fundamentação teórica inova e desperta a consciência e compromisso dos agentes envolvidos direta ou indiretamente com a educação, foi desenvolvido através do Programa Salto Para o Futuro a série A Cidade como Espaço Educativo no NTE São Joaquim, o primeiro curso de capacitação para os professores. Os temas desta série evidenciados foram: Cidade e Cidadania, Patrimônio e Memória, Pluralidade e Diversidade.
O respectivo curso aconteceu nos dias 04/05/09/10 e 11 de Setembro, obtendo a participação de 14 ( catorze) profissionais da educação, envolvendo as redes Estadual e Municipal.
O resultado final deste trabalho, acreditamos ter sido de valorosa contribuição aos participantes, que demonstraram satisfação com relação as suas expectativas sobre o curso.
Para nós, equipe do NTE, foi também uma experiência primeira, com bom êxito, apesar do restrito número de participantes que aderiram ao convite.
Gostaríamos que se não todos, mais grande parte dos educadores pudessem engajar-se conosco nessa tarefa de estarmos nos reciclando e aproveitando as oportunidades que nos são oferecidas para concretizar nosso processo de formação continuada e permanente.